Recentemente tive a oportunidade de estudar um formato de refactoring bem interessante sugerido por Boddy Johson e expandido para mais linguagens por Emily Bache. O objetivo desse refactoring é ajustar um programa existente para que seja possível controlar a qualidade de alguns itens vendidos por um Goblin, ele determina algumas regras pra isso, o repositorio original é https://github.com/emilybache/GildedRose-Refactoring-Kata.

A descrição básica do problema pode ser encontrada em diversos idiomas, vamos dar uma breve introdução do nosso sistema:


A estrutura de arquivos do Linux é bem simples, mas nunca parei para analisar o que cada uma delas faz, talvez por preguiça, mas quero pensar que não era hora certa. Enfim, vamos à analise de diretórios.

/bin & /sbin

Armazenam os executáveis básicos do sistema que usamos como cat, ls, mv e rm por exemplo. Dentro do sbin estão os executáveis destinados ao usuário root.

Outros executáveis também ficam disponíveis dentro do usr, o objetivo é que os executáveis estejam disponíveis desde o boot caso você resolva mudar a /usr pra uma partição separada.

/usr

Diferente do que pensei quando li usr, ele…


Quando tratamos de sistemas operacionais, permissões sempre são um pré requisito de segurança, dessa forma podemos conceder ou remover acesso a diretórios e arquivos.

Falando de permissão, temos 3 níveis, leitura, escrita e execução para tipos diferentes, permissões do owner, grupo e permissões do próprio arquivo.

Tabela de permissões

Também existe a variação de permissões por nome, são um pouco mais simples mas a versão numérica simplifica o comando chmod.

Crie 3 arquivos utilizando o touch <arquivo1> …, para verificar as permissões dos arquivos utilize o comando ls -l, que resultará em algo como:


Desde o início de minha carreira de desenvolvimento, sempre admirei pessoas que tinham um domínio sobre terminais e linhas de comando. Os filmes mostravam que pessoas com essa capacidade, tem um tipo de super poder e estão em outro patamar da evolução humana.

Aprender coisas que me encantam desde a adolescência, mesmo que de forma bem básica, me desperta uma satisfação enorme e me impulsiona a seguir me desenvolvendo e aprender algo novo sempre. Entender como as coisas funcionam, era o super poder de um vilão de um seriado antigo chamado Heroes e também deve ser minha motivação.

Retomei alguns…


Utilizando o pre action do projeto ao seu favor

Você já precisou configurar a mesma aplicação para que apontasse para outros ambientes (produção/homologação/desenvolvimento)? Já precisou manter duas versões da mesma aplicação no mesmo device?

Se a resposta para essas perguntas foi SIM, então esse POST pode ajudar você.

Durante meus primeiros anos como desenvolvedor, tive a necessidade de mudar o ambiente de requisição, bundle do aplicativo, incrementar número de versão ou até mesmo variáveis de ambiente de acordo com a configuração de build, isso resultou em experiências bem significativas com relação a esse assunto, e pra ser sincero me diverti muito vendo as coisas acontecerem.

Configuração pré build

Essa é a que…

Gerlandio Lucena

Desenvolvedor apaixonado pela profissão, aprendendo diariamente à estar pronto para dar o próximo passo.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store